Venci o câncer duas vezes!

Meu nome é Rosângela, tenho 48 anos, sou casada e mãe de três filhos e gostaria de compartilhar minha experiência de vida.

Viver é ter a certeza de que haverá momentos felizes e momentos difíceis. Aos 29 anos, durante o banho, fiz o auto-exame e detectei um nódulo na mama. Procurei ajuda médica, mas, devido à minha idade e por não ter histórico de câncer de mama na família, nenhum médico queria me solicitar o exame de mamografia. Depois de muitas insistências, consegui realizar.

Fui buscar o resultado e procurei um médico, o qual me diagnosticou com câncer de mama. Após o susto, fiquei sabendo que tiraria um quadrante da mama e teria que fazer radioterapia e quimioterapia.

Fiz todo o tratamento e superei esse câncer. O tempo passou e, aos 42 anos (portanto, 12 anos mais tarde), em um exame de revisão, novamente outro nódulo apareceu na mesma mama.

E lá fui eu novamente ao médico, sem perder tempo. Fiz todos os exames e, mais uma vez, estava com o mesmo diagnóstico. Por consequência, dessa vez tive que fazer a mastectomia.

Aí pensei: é o segundo câncer e sempre ouvi dizer que o segundo normalmente vem para valer! Naquele exato momento achei que meu mundo iria cair, que eu morreria e que meus filhos ficariam órfãos; foi então que resolvi encarar e lutar.

Fiz quimioterapia e vivia enjoada e cansada, mas sabia que tudo iria passar. Quando meus cabelos caíram, resolvi comprar uma peruca. Foram-se também as sobrancelhas, mas eu sempre dava um jeito de as refazer com lápis. Jamais deixei que a estética me abatesse, enfrentei tudo com naturalidade, pois sabia que era mais uma batalha a ser vencida. Durante o tratamento, jamais me achei feia, pelo fato de saber que aquela fase iria passar e – graças à Deus! – passou. Nunca deixei de ir às festas, procurei manter minha vida normal.

Estava sempre comemorando com meus familiares e amigos, que sempre foram o meu bem mais precioso na vida. E é com muita alegria aqui que estou escrevendo a minha história, com final feliz!

Continuo sempre fazendo acompanhamento médico, que é muito importante. Por fim, registro que família é tudo: nossa força, nosso amparo e nosso alicerce. Dedico grande parte de minha superação ao meu marido e aos meus filhos, que sempre estiveram ao meu lado em toda essa caminhada. Não só vencemos uma batalha, mas ganhamos uma guerra contra o câncer. Graças à medicina, a doença já não mais assusta como outrora; quando diagnosticado precocemente, o câncer de mama têm grandes chances de sucesso, como no meu caso, que venci com a graça Deus e a maravilhosa equipe de médicos que comigo estiveram nessa caminhada.

 


Rosangela Saldanha Jabbour
Consultora de vendas
Porto Alegre, RS


Notice: Undefined variable: nome in /home/infomama/public_html/wp-content/themes/infomama2016/single.php on line 32