Câncer de mama na pintura de Rembrandt

Rembrandt van Rijn (1606-1669) pintou, em 1654, uma obra que se tornou famosa e virou ícone do câncer de mama: “Bathsheba at her bath” (Bathsheba no banho, figura 1). A obra retratava a história de sedução do Rei David por Bathsheba, inspirada no segundo livro de Samuel (Velho Testamento). A história contava como o Rei David viu uma mulher tomando banho, descobriu que era Bathsheba, mulher de Uriah, cometeu adultério com ela e mandou matar seu marido na Guerra.

Três séculos depois, 2 cirurgiões australianos, Braithwaite e Shugg chamaram a atenção para a aparência da mama esquerda de Bathsheba, sugerindo a hipótese de que ela tivesse câncer de mama. Em 2014, pesquisadores holandeses utilizaram simulações por computador para chegar a conclusão de que é altamente improvável que Bathsheba tivesse câncer de mama esquerda. Há também sugestão de que a mama esquerda retratada na pintura estivesse alerada por mastite por tuberculose ou abscesso crônico durante a lactação.

Figura 1 – Bathsheba no banho, Rembrandt van Rijn (1654). Museu do Louvre, Paris França.

Referências
1. Braithwaite PA and Shugg D. Rembrandt’s Bathsheba:thedark shadow of the left breast Ann R Coll Surg Engl 1983;65(5):337.
2. Heijblom et al. Monte Carlo simulations shed light on Bathsheba’s suspect breast. Journal of Biophotonics 2014;7(5): 323–331.
3. https://phys.org/news/2012-12-rembrandt-bathsheba-breast-cancer-scientists.html
4. Bourne RG. Did Rembrandt’s Bathsheba really have breast cancer? N.Z. J. Surg. (2000) 70, 231–232

 

 


Notice: Undefined variable: nome in /home/infomama/public_html/wp-content/themes/infomama2016/single.php on line 32