Câncer de mama triplo-negativo neoadjuvante (IMpassion031)

Nome do protocolo: WO39392
Identificador do ClinicalTrials.gov: NCT03197935
Estudo para investigar atezolizumabe e quimioterapia comparada com placebo e quimioterapia no contexto neoadjuvante em participantes com câncer de mama inicial triplo-negativo (IMpassion031)

Tratamento experimental:
– Atezolizumabe e quimioterapia
Tratamento padrão (braço controle):
– Placebo e quimioterapia

– Critérios de inclusão:
1) Ter desempenho clínico pela escala ECOG (Eastern Cooperative Oncology Group) de 0 ou 1;
2) Ter documentação histológica de câncer de mama triplo-negativo;
3) Ter confirmação da expressão de PD-L1 em amostra representativa confirmada em laboratório central;
4) Tamanho do tumor primário > 2cm por ao menos 1 exame radiológico ou medida clinica;
5) Ter os seguintes estágios: cT2-cT4, cN0-cN3, cM0;
6) Concordância do participante em submeter-se a manejo cirúrgico apropriado, incluindo cirurgia de linfonodo axilar e da mama após término do tratamento neoadjuvante;
7) Fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) ≥ 53% (por ecocardiografia ou MUGA scan);
8) Ter adequada função de órgãos e função hematológica;
5) Ter espécime tumoral representativo conservado em parafina e fixado com formalina (bloco tumoral) ou, pelo menos, 20 lâminas não-coradas, com relatório patológico associado documentando negatividade para receptor de estrogênio, receptor de progesterona e HER2.

– Critérios de exclusão:
1) História prévia de tumor invasor;
2) Câncer de mama estágio 4 (metastático);
3) Terapia sistêmica prévia para tratamento ou prevenção de câncer de mama;
4) Tratamento prévio com antraciclinas ou taxanos para qualquer malignidade;
5) História de carcinoma ductal in situ (CDIS), exceto para participantes tratados exclusivamente com mastectomia há mais de 5 anos do diagnostico do câncer atual;
6) História de carcinoma lobular pleomórfico in situ (CLIS), exceto para participantes tratados exclusivamente com mastectomia há mais de 5 anos do diagnostico do câncer atual;
7) Câncer de mama bilateral;
8) Ter sido submetido a biopsia incisional e/ou escisional do tumor primário e/ou linfonodos axilares;
9) Dissecção de linfonodos axilares antes de iniciar tratamento neoadjuvante;
10) História de outras neoplasias malignas dentro de 5 anos antes do rastreamento para o estudo atual, com exceção daquelas onde o risco de metástases ou morte seja desprezível;
11) Disfunção cardio-pulmonar;
12) História de reação de hipersensibilidade alérgica, anafilática ou de outro tipo a anticorpos humanizados ou quiméricos ou a proteínas de fusão;
13) Conhecida hipersensibilidade a biofarmacêuticos produzidos em células de ovários de hamsters chineses;
14) Conhecida alergia ou hipersensibilidade aos componentes das formulações do atezolizumabe, nab-paclitaxel, ciclofosfamida, doxorrubicina, filgrastim ou pegfilgrastim;
15) Doença auto-imune ativa ou passada, ou doenças de imunodeficiência, exceto hipotireoidismo auto-imune, diabete mélito tipo 1 controlado e manifestações dermatológicas a seguir: eczema, psoríase, líquen simples crônico ou vitiligo (participantes com artrite psoriática são excluídas);
16) História de fibrose pulmonar idiopática, pneumonia em organização, pneumonite induzida por drogas, pneumonite idiopática ou evidência de pneumonite ativa na tomografia computadorizada de tórax; história de pneumonite por radiação no campo de radioterapia (fibrose) é permitida;
17) História de fibrose pulmonar idiopática, pneumonia em organização, ou induzida por drogas;
18) HIV-positivo;
19) Infecção ativa por hepatite B ou C;
20) Tuberculose ativa;
21) Infecções graves dentro de 4 semanas do início do estudo;
22) Tratamento com antibióticos orais ou intravenosos dentro de 2 semanas do início do estudo, exceto para profilaxia;
23) Procedimento cirúrgico maior dentro de 4 semanas do início do estudo;
24) Transplante de medula óssea alogênico ou transplante sólido prévio;
25) Vacina de vírus vivo atenuado dentro de 4 semanas do início do estudo;
26) Tratamento prévio com agonistas CD137, anti-CD40, anti-CTLA-4, anti-PD-1 e anti-PD-L1;
27) Tratamento com imunoestimuladores sistêmicos dentro de 4 semanas ou de 5 meias-vidas da droga, previamente ao início do estudo;
28) Tratamento com medicamentos imunossupressores dentro de 2 semanas do início do estudo.

– Nome do centro de pesquisa: CENTRO DE PESQUISA EM ONCOLOGIA
– Telefone: (51) 3320-3236 (Porto Alegre, RS)
– Pesquisadores responsáveis: Carlos Barrios, Ana Gelatti
– Coordenador de pesquisa: Virgínia Webber, Amanda da Rocha

 


Notice: Undefined variable: nome in /home/infomama/public_html/wp-content/themes/infomama2016/single.php on line 32